Domingo, 6 de Maio de 2012
A leitura de hoje fala de permanencia. So permanece o que tem qualidade, mesmo aquilo que nos doi so fica quando verdadeiro. Fez-me lembrar a resposta de Bogart no filme Casablanca. "nos sempre teremos Paris" Uma frase simples mas que fala de uma enorme permanencia. De uma recordacao de grande qualidade. Conseguimos imaginar o que a frase resume ao fim de tantos anos. Anos e anos que serviram de ponte ate chegarmos aqui e aqui chegados o que vai ser de nos? - Nos sempre teremos Paris
O novo nao tem que ser melhor. Perdemos a qualidade e preferimos a quantidade. "Se alguem permanece em Mim e Eu nele, esse da muito fruto"
Permanecer. Deixar de pensar so em prosseguir, pensar um pouco em ficar e permanecer. Pode ser so um suspiro na longa vida que temos mas um suspiro de qualidade que nao esquecemos mais. Fica a fazer parte de nos do nosso ADN. E quando tudo nos foge voltamos a esse suspiro. A todas as coisas que permaneveram. O que esse passado que permanece tem de qualidade a capacidade de alimentar o futuro. Nos sempre teremos Paris e isso faz toda a diferenca.


publicado por baldino às 23:43 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Tecnologia a mais mete me...

Qual a diferença?

Nobreza Portuguesa

O discipulo

Permanecer

Agora é facil

Recordaçoes de Luanda III

Estado de espirito

Rezar com Maria em tempo ...

Fausto, Goethe

arquivos

Agosto 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

tags

2011 balanço

alberto caeiro

alcochete

bebe quiosque revistas social

carlos drummond andrade palavra mágica p

chile orcamento doclisboa howard jacobso

circo chen feira popular lisboa dezembro

fernando pessoa poema felicidade exige v

frankfurt

livro

luanda

magoito

outono

pessoa rossio alma

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds