Sexta-feira, 18 de Junho de 2010

Anda
Desliga o cabo
Que liga a vida
A esse jogo

Joga comigo
Um jogo novo
Com duas vidas
Um contra o outro

 

Já não basta esta luta contra o tempo
Este tempo que perdemos a tentar vencer alguém
Ao fim ao cabo
Que é dado como um ganho
Vai-se a ver desperdiçámos
Sem nada dar a ninguém

 

Anda
Faz uma pausa
Encosta o carro
Sai da corrida
Larga essa guerra
Que a tua meta
Está deste lado da tua vida

 

Muda de nível
Sai do estado invisível
Põe o modo compatível
Com a minha condição
Que a tua vida
É real e repetível
Dá-te mais que o impossível
Se me deres a tua mão

 

Sai de casa e vem comigo para a rua
Vem, que essa vida que tens
Por mais vidas que tu ganhes
É a tua que mais perde se não vens

 

Sai de casa e vem comigo para a rua
Vem, que essa vida que tens
Por mais vidas que tu ganhes
É a tua que mais perde se não vens

 

Anda
Mostra o que vales
Tu nesse jogo
Vales tão pouco
Troca de vício
Por outro novo
Que o desafio
É corpo a corpo
Escolhe a alma
A estratégia que não falha
O lado forte da batalha
Põe no máximo que der
Dou-te a vantagem
Tu com tudo
E eu sem nada
Que mesmo assim desarmada
Vou-te ensinar a perder

 

...Sai de casa e vem comigo para a rua
Vem, que essa vida que tens
Por mais vidas que tu ganhes
É a tua que mais perde se não vens...



publicado por baldino às 12:06 | link do post | comentar

1 comentário:
De vivere all'estero a 23 de Junho de 2010 às 14:10
Este texto bonito. escrever é uma terapia natural que nos ajuda não só para lançar luz sobre os problemas, mas também para superar


Comentar post

mais sobre mim
posts recentes

Tecnologia a mais mete me...

Qual a diferença?

Nobreza Portuguesa

O discipulo

Permanecer

Agora é facil

Recordaçoes de Luanda III

Estado de espirito

Rezar com Maria em tempo ...

Fausto, Goethe

arquivos

Agosto 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

tags

2011 balanço

alberto caeiro

alcochete

bebe quiosque revistas social

carlos drummond andrade palavra mágica p

chile orcamento doclisboa howard jacobso

circo chen feira popular lisboa dezembro

fernando pessoa poema felicidade exige v

frankfurt

livro

luanda

magoito

outono

pessoa rossio alma

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds